30 setembro 2008

eu gostava mesmo de ter visto o Prós e Contras sobre a nova lei do divórcio para ver se ficava a perceber o que mudou, para além do desaparecimento do "divócio com culpa" e do desaparecimento da guarda da(s) criança(s) por apenas um dos progenitores

mas impunha-se ver o fim da Jane Eyre, tinha que ser!

ok, não é novidade, é história conhecida, é a enésima versão

mas eu quero lá saber, adorei a 1ª parte e fiquei suspensa uma semanita, 7 dias inteirinhos para ver o fim acontecer

ainda lá dei um pulito não sei bem em que altura (Jane Eyre sem intervalos, uhmmm, do melhor!) falava uma Sra. da bancada da esquerda (vista desde a plateia) e dizia algo como: a situação de guarda/custódia conjunta é, em muitos casos, impossível, não funciona, é a realidade (e eu, alex, conheço alguns, se conheço)

uma outra Sra. de vestido às bolinhas da bancada oposta - lírica - dizia que era a melhor ... não sei como foi o debate, não sei se foi esclarecedor (esclarecedor é o que se pretendia fosse a estas alturas, suponho)

mas tenho "alergia" a debates onde todos falam ao mesmo tempo e aonde não se chega a perceber nada,

todos "se picam" imenso e não podem deixar de dizer o que pretendem a todo o custo e a custo de quem quer que seja, mesmo por cima do discurso do parceiro - aí, logo, logo mudo de canal

não sei se foi o caso, dizía, mas pelos escasos minutos que vi.... duvido dos esclarecimentos que de aí surgiram

vou ter que ir ler por aí

2 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Também não vi, porque já tenho pouca paciência para aquela lenga-lenga. Cada vez vejo menos televisão.

Álex disse...

eu só tenho 4 canais e só vejo uma séries do 2º e o jornal das 10 quando calha...