26 março 2015

a minha cara #9


decidi dar um pulo ao Shopping à hora do almoço e correr amanhã
há muito que não entrava na Oyshio...
ainda bem que deixei a carteira em cima da secretária no escritório



esta é uma pequena amostra das coisas de que gostei, faltam 2 biquinis, uns quantos pijamas e um presente para uma amiga...

24 março 2015

eu me confesso #2



ontem apeteceu-me e fumei 2 cigarros. como decidi que ia fumar até parece que não tinha tanta vontade como noutras noites... talvez fosse por não ter estado com a ideia às voltas na cabeça durante 1 hora como em anteriores serões... estou triste. não me lembro de ter sido tão mau a única outra vez que deixei de fumar (3 anos).
no meu plano de corrida troquei o dia de ontem pelo de hoje. 3 min. a andar e 09'22" para o 1km que me mandavam. estava em bom estado e fui fazer adutores e chest press + 2 min. elíptica + tríceps + 2 min. bicicleta + abdominais + 0,5km a correr de novo 

frésias para mim

20 março 2015

um dia eu vou





ao Douro Internacional


o D. e a Nata



(quando a acordamos da sesta ao chegar à tarde ao quarto do D)

no último dia da obra da cozinha, o único em que só houve um trabalhador em cena, a gata desapareceu. ao fim da tarde o H. estranhou ela não ter aparecido durante todo o dia e procurou-a nos locais do costume e depois por toda a casa, armários, prateleiras e cadeiras. nada! desaparecida em combate.
no dia de menos confusão conseguiu esgueirar-se para as escadas do prédio enquanto o carpinteiro ia e vinha.
quando o D. chegou disse-lhe que tínhamos um problema - a Nata desapareceu. e ele, nada. ou talvez tenha perguntado - de certeza?
não perguntou se tínhamos procurado bem, não disse que ia procurar de novo, não quis saber se alguém tinha andado pela rua ... nada. foi para o quarto e seguiu a sua rotina.
eu fiquei a pensar no assunto. sei que não foi o gatinho bebé para brincar que ele queria, mas não se negou, quis esta gata e fez por isso. claro que depois mal lhe liga. ficou "orgulhoso" quando ela começou a passar mais tempo no quarto dele mas não se lhe viu nunca emoção para com a bicha.
nós que tratamos dela (claro!) estávamos tristes embora eu visse logo o aspecto positivo da coisa em relação aos meus lindos sofás...
à hora do jantar - eu fora em trabalho - mandou-me uma sms a dizer que tinha aparecido. sem mais detalhe algum, fui eu que tive de perguntar: onde estava?! como deram com ela?!

é a adolescência? é porque não criou laços porque ela não brinca?
às vezes penso em como tem pais meio velhos, que lhe damos muita liberdade porque estamos nos nossos afazeres/hobbies, talvez ele seja assim meio desligado emocionalmente ou pelo menos não se exprima ...
foge de tudo o que é triste... histórias com que às vezes o "presenteava" nos meus discursos das "lições de vida" (sou muita chata!), filmes ... ...
preocupações de uma mãe que tem sempre que arranjar sarna para se coçar!

(a dormir ao meu lado ao serão no sofá)

19 março 2015

Dia de São José



Não vou falar do meu Pai. A nossa relação nunca foi boa. Já o meu infante tem um óptimo Pai.
Felicidades a todos los Pépes y Chemas, a Mariajo y a Zé Mª

Posto uma fotografia que roubei aqui 


é uma boa foto e o mantra serve-me

18 março 2015

Eu me confesso

20 dias 4 cigarros
Recomecei a tentativa de correr. 10 min. 
Depois tinha Pilates, não dava mais. Corri sem música, sem audiobook e sem ver o filme que passava. Pensei iria ser mais duro. Estou satisfeita. Espero que me dê alento ao serão quando o não fumar custa. 
Temos passadeiras novas, com mais tempo (amanhã?) tenho que aprender a usar



13 março 2015

Playlist para correr






a fazer uma playlist para começar a correr um poucochinho já que continuo a resistir ao fumar.
ajudem com sugestões os que correm com música e os outros também
thanks

12 março 2015

100 homens sem preconceitos

a expo no CCB até dia 2 de Abril


onde estão as suas fotos em stylettos e onde respondem ao que mais admiram nas mulheres

notícia aqui
para levar os nossos rapazes porque de pequenino se torce o pepino!





11 março 2015

10 março 2015

09 março 2015

Cansada



Letra e Música de Rodrigo Guedes de Carvalho.
Vozes: Aldina Duarte, Ana Bacalhau, Cuca Roseta, Gisela João, Manuela Azevedo, Marta Hugon, Rita Redshoes e Selma Uamusse.
Canção de sensibilização sobre violência doméstica, assinalando o 25º aniversário da APAV - Associação Portuguesa de Apoio à Vítima.

Pelo dia de ontem e por cada dia em que continua ainda ser difícil ser mulher neste mundo

07 março 2015

Héctor e a procura da felicidade

 

gostei das animações, tive ciúmes de desenhar assim, e gostei da coragem dele de embarcar numa viagem tão tótó (como pode? parece infantil, é infantil ir procurar a felicidade num mosteiro qualquer na China!)
gostei da capacidade dele se dar
e mais nada. é simples e gostei


06 março 2015

semana parêntese




não podes dizer: - não vou trabalhar porque estou constipada. se disseres que estás com gripe já o tema é diferente!
estive doente, ainda estou, mas já vim trabalhar, devagarinho - graças aos deuses o trabalho permite-o.
doía-me o corpo todo, tinha arrepios, a tosse deixa-me exausta e ainda com mais dores no peito e costas... uma seca!
estar doente não é para qualquer um. riam-se. eu não sou boa doente. além dos sintomas da doença que for, fico muito muitoooo em baixo psicológicamente. viro mimosa, preciso de muito apoio e atenção.
e assim se passou esta horrível semana que também teve bons momentos e onde tive o apoio que precisei
o sol faz-me sempre bem e este prenuncio de primavera é o melhor remédio para o meu espírito.

mais um momento de bipolaridade pendular



25 fevereiro 2015

24 fevereiro 2015

Projectos de Família


vamos ser sócios. já temos um mealheiro para ir pondo poupanças dos 3 para esta operação tão louvável.


o infante e eu estamos inscritos para quando começar darmos 2 horas por semana cada um neste voluntariado


e um sonho meio... marado seria conseguirmos começar a correr juntos. complicado...


16 fevereiro 2015

Rio de Janeiro






Querido D.,
O Rio é, das cidades que conheço, a mais bonita. É linda mesmo.
Creio que sabes que já lá fui 2 vezes com os Avós e tios, há um monte de anos, quando éramos todos adolescentes . Imaginas-nos aos 6 a viajar juntos? Especial pois...
Desde há anos que desejo lá voltar. Gostei tanto que queria partilhar contigo e com o Pai. 
Eu adoro viajar, já me conheces. Adoro ver novas paisagens e, conforme o humor, apetecem-me urbanas ou pelo contrário de campo/praia. Sinto-me bem a caminhar por entre ruas novas, aprecio a diferente arquitectura e paisagem e o som de uma língua diferente nos que comigo se cruzam. Há muito que deixei de rejeitar novos ingredientes e sabores pelo que me dão prazer outros paladares. Sempre dei valor à diversidade e os contrastes atraem-me sobremaneira.
Adoro ser deslumbrada e sentir espanto e nada como viajar para o conseguir.
Quero lá voltar e re-conhecer o Rio agora pelos olhos de adulto, quero viver essa beleza e essas emoções convosco porque na vossa companhia tudo tem mais sentido.
Só espero que quando o consigamos ainda te apeteça essa descoberta com os teus pais! 
Se não... vou desejar-te que lá consigas ir porque espero ter-te transmitido o prazer e valor de viajar. Espero que o faças sozinho se estiveres nessa onda, lá conhecerás muita gente obviamente, brasileiro e carioca é gente simpática. Se fores com amigos, vais curtir pra xúxú, vai ser o máximo! e se fores a dois... pode ser super romântico.
Love you


Mummy

12 fevereiro 2015

... pensando no avançar dos anos



nas provectas idades que vamos alcançando, quando o tempo começa a voar em vez de continuar a fluir lentamente de um dia para o seguinte, surgem-nos todo o tipo de medos, paranóias e frustrações porque o corpo se modifica, o organismo já não reage como antes e, assim, do pé para a mão, custa a aceitar!
Fazem-se umas dietas daquelas que todos sabemos, reduzem-se os carbohidratos e os acúcares, etc. Vai-se depois à nutricionista. Em Maio lembramo-nos dos anti-celulíticos por causa do bikini e regressamos ao ginásio que temos vindo a pagar o ano inteiro sem lá por os pés! Outras, as que menos, têm imensa força de vontade e andam, correm e dão-lhe no body pump, e fecham a boca!




Nem a maioria vive da sua imagem, nem no ambiente de Hollywood pelo que não há comparação possível com a pressão com que estas senhoras vivem. Eu só posso ficar com a minha enrugada cara à banda com a completa transformação destas duas. Outras houve que tiveram mais sorte e ainda estão reconhecíveis. Se não tivesse lido o nome delas por baixo da foto, eu diria que eram estrelas entradotas, ainda desconhecidas do grande público mas talvez em ascenção! Taditas

Já na década dos 50 e sem pressões mais que as resultantes dos meus próprios neurónios, penso que é bom continuar a cuidar-se face, body and mind.
A propósito dos futuros 60... sexagenário - como dizia um bom amigo, já é notícia - nunca leste um título do Correio da Manhã a dizer que um quinquagenário foi atropelado ou esfaqueado pois não?
 «Sexagenário» a verdade é que soa mal pra caramba ! Parece assim, com um pé já para a cova  brrrrrr e vêm-me à cabeça imagens de Sras. de lenço preto! parvoíce pegada mas é assim.
Em chegando a essa vetusta idade lanço a toalha, desejo borrifar no corpo e só pensar em (conservar, espero) a saúde, ir às aulas de Pilates para continuar a mexer-me o melhor possível, ainda gostar de ir à praia e conseguir tomar banho em água gélidas e não fazer o ridículo à frente do espelho sem perder o meu estilo. Acima de tudo, pretendo a juventude de espírito com toda a sabedoria que tal encerra.
E disse





10 fevereiro 2015

Renovação total!

Decoradora



Trolha aos fins-de-semana



entre despejar o nojo, lavar, tapar buracos, dar primário, tinta e um monte de demãos já lá vão 5 semanas e contando







babando

e sonhando com viagens comme d'habitude!
há blogs e revistas que não posso ver, nope
da lista de 10 d' Ela e sem tempo, ou "medo" de ir ver a lista completa, euzinha escolhe

Six Senses Douro Valley e aqui ficava na viagem que há tanto sonho em fazer por estas bandas

dos destinos asiáticos o Sri Lanka é apetecível e esta imagem abre-me o apetite (Tangalle Resort Spa)

a Indonésia também deve ter muitos contrastes a explorar... (Mandapa, Ritz-Carlton, Ubud, Bali)

voltarei sempre sempre a Marrocos e este hotel não me parece mal ... (Mandarim Oriental Marrakech)

África atrai-me pouco, mas uma a voltinha ali pelo Serengueti (Tanzânia) não dizia que não e menos num "acampamento" destes (Roving Bushtops Camp)

Turquia outro país que me atrai enormemente e falta-me tudo por ver! e a Istambul regressarei sempre também (Viceroy Bodrum)

... devia ir ver que hotéis há pelo Perú, Chile e Argentina, descurei os sonhos que tenho com este continente!

06 fevereiro 2015

ir a pé/transportes públicos para a escola ...




Hoje vi este video via A Gata Christie
Totalmente de acordo. Também nós escolhemos viver num lugar que permitiu ao D. ir ganhando gradualmente a sua autonomia. E para mim importante foi também o «gradualmente»
Aos poucos foi fazendo a pé com um de nós e depois sozinho ou com algum colega, percursos cada vez mais distantes e foi ele quem foi pedindo porque se ía sentindo mais seguro e gosta.
Além de lhe dar esse tempo para acordar de manhã e respirar ar entre sair de casa e se enfiar na escola, ao princípio foi também um momento de conversa com o pai que o acompanhava em parte do percurso. Além de lhe dar possibilidade de espairecer entre trocar a escola pela casa ou outras actividades extra curriculares, conhece o seu bairro, como bem diz a Gata, habitua-se a andar na rua, a circular e a lidar com todo tipo de situações e ainda passa pelo super e compra pão se for preciso para o lanche. Não falemos da autoconfiança que lhe foi incutindo esta liberdade e responsabilidade e do descanso aos pais-chauffers (ambição que nunca tive ,irra!)
Quando chegam as férias de Verão e já não vai para ATL's/campos-de-férias/ actividades várias porque já as fez todas e porque já não lhe apetece, também pouco a pouco tem ido alargando o leque e distância das actividades que faz com os amigos: ir jogar ténis, ir até à praia, piscina, skate park, isto ou a pé ou de bicicleta e de comboio inclusive. Desta forma não me custou há uns 3 ou 4 anos mete-lo num comboio para Abrantes com outro da mesma idade ou sabe-lo no Festival do Sudoeste a acampar no Verão passado (1 ano antes dos meus planos!) Gradualmente - é a palavra.

Há tempos uma amiga que vive em Montreal (Canadá) falou-me de algo sobre o não haver - de propósito - transporte escolar público para as crianças até... 12 anos? já não me recordo, para obrigar os pais a ensiná-los a andar a pé e usar transportes públicos.

E não me venham falar dos kg de livros que leva às costas - é verdade! O D. nos dias piores chegava a levar 6,2kg mas há formas de dar a volta e levar menos e se não, mexam-se através das Ass. de Pais porque chega a ser uma questão de saúde pública no futuro.
E não me venham falar do trânsito de hoje-em-dia, como nos aconteceu a nós e a todos, os nossos jovens têm que lidar com o seu tempo e o deles é este com estas características!


sonhando com a Primavera


... no Dia de Portugal rumava ao Porto, finalmente!
ficava numa destas casas e ía correr os ex libris  todos








no Dia de Sto António de Lisboa íamos a Matosinhos para ver e ouvir grátis