31 maio 2007

curiosidades de Paris . mesas de brasseries e bistros mínimas! uns quadrados ou circulos onde mal cabem 2 pratos, 2 copos e um jarro e/ou garrafa de algo . muita francesa alta e bem magrinha, não vi obesos! . muitas bancas de frutas e verduras pela rua, inclusivé nos túneis do metro (como em NY é fácil ir comendo bem durante os dias de longo calcorrear sem recorrer a "pocarias" - gostei!)

30 maio 2007

Praça Igor Stravinsky projectada por Niki de Saint Phalle e Jean Tinguely como parte do Centro Ponpidou, inspirada no ballet "O pássaro de fogo" (1910) de Stravinsky O pássaro está lá ao fundo mas esta senhora lembrava-me algo... ... a fonte da Pinacoteca de São Paulo (Brasil) de que tanto gostei o ano passado e que é, claro, de Niki Saint Phalle também

29 maio 2007

vou mudar de etiqueta, chega de ai eus! o copo vai voltar a estar meio cheio (e também há muitas razões para isso) coisas de que gosto? - flores! e vi tantas e tão diferentes e tão bonitas

ainda por cima em Paris!!!

(e ela a queixar-se, ai...)

e gostei muito desta igreja

Saint-Etienne du Mont

16 maio 2007

definitivamente não está de chuva mas...
tinha vontade de desaparecer uns dias lá para a Polinésia Francesa

15 maio 2007

San Isidro Labrador

a minha Zarzuela preferida La Verbena de la Paloma «... por ser la Virgen de la Paloma un mantón de la China te voy a regalar venga el regalo si es que es de veras... » pois hoje preferia estar nas festas de San Isidro em Madrid, nos touros e à noite na zarzuela tive um mau começo de dia entre advogados (excepção ao meu amigo), leis e a sua interpretação - que é o que realmente me encanita ...

14 maio 2007

Fui com o D. ver o Spiderman 3 Passei o filme todo inclinada para o seu lado para lhe ir resumindo num sussurro as legendas ainda demasiado rápidas para ele A conta saiu correcta: imagens + resumo da história falada + indispensável banda sonora = os 2 a chorar (mesmo perto do fim) (ai eu, a chorar num spiderman... ganda novidade - encolher de ombros) a questão é que fiquei orgulhosa de lhe ter resumido bem história e ele ter somado tudo muito certinho e fiquei enternecida connosco, palermas a chorar neste filme; gostei do facto de ele ter percebido que a vingança é um sentimento que nos envenena a vida impedindo-nos de a viver plenamente e que pode ser um nunca acabar o fds foi simpático

11 maio 2007

cegonha e gatos ainda em Mértola

e chegamos a sexta e a outro fds que se nos apresenta bem diferente: o H. descola de novo, desta feita para dar gozo ao pé direito... o D. tem muitos compromissos longe de mim e eu estarei meio de chauffer, meio livre para irmã e sobrinhos que aparecem;
que modernos, cada um para seu lado!
(tudo em prol da realização individual que cada um necessita desenvolver também, achamos nós)
este gato foi o D. que fotografou

10 maio 2007

... as minas propriamente ditas

eleita a melhor foto do fim-de-semana: é do H. vinha lá uma trovoada! o barulho era intenso e quando os relâmpagos começaram ... o D. contou 12 todo divertido
esta foi unânimente entitulada: A Esfinge
esta aqui está muito escura...
mas estes contrastes de cores são formidáveis!

09 maio 2007

Mina de São Domingos

a 4ª feira é talvez o dia da semana mais dificil para mim; para o D. é o seu preferido pois começa logo a manhã com a aula de ginástica; assim, continuo a recordar o óptimo fim-de-semana que tivemos; e faço publicidade à Estalagem da Mina de São Domingos onde se está muuuuito bem; as bicicletas deles precisam ser substituidas, mas ainda assim demos um passeio simpático para conhecer o lugar aqui o D. num dos seus variadíssimos saltos, este é capaz de ser o de "rodopio" ! o deck da piscina é bonito (embora o D. tenha espetado uma farpa... e nas piores horas queime os pés...) e os 2 "sofás altos" que lá existem são de uma comodidade insuperável - a melhor ideia para preguiçar à volta do refrescante azul !

08 maio 2007

ainda Mértola ...

a torre do relógio
gosto imenso deste telhado da pequena capela do calvário
(as fotos dos nossos passeios são tiradas, na sua grande maioria, nas piores horas de sol!
mas é quando estamos na rua a passear, depois de ter acordado com calma, sem pressas termos tomado o peq-almoço e é quando, finalmente, estamos prontos para as novidades do novo dia, nada a fazer!)

07 maio 2007

Mértola continua linda como nas minhas recordações
...fui à faca, acordei (uau ; )), descansei e partimos para a Mina de S. Domingos e Mértola
Foi muuuuito bom
O tempo ajudou em tudo (verão as fotos com a trovoada de fundo, um espectáculo!)

03 maio 2007

Em Espanha era tradição oferecer o primeiro relógio pela festa da 1ª Comunhão. As meninas recebiam um relógio de caixa dourada, redonda e pequenina, com o fundo branco e riscas douradas em vez da numeração, bracelete fininha em cabedal liso, branca também. Aos 7 anos tudo isto me aconteceu. Dois ou três anos depois foi a vez da L. e do P. e ele recebeu um maior, redondo, de fundo azul escuro, com aquele aro externo numerado e que roda e com bracelete de plástico. Adorei! Invejei! Não descansei enquanto não tive um do género E depois tive um rectângular menos sport Depois apareceram os electrónicos em que os números íam surgindo no ecrã e íam mudando Tive um, pequeno e extrafino E estive nos States e comprei o meu primeiro de bracelete metálica mas preta. E depois tive ... e depois gostei ... e depois comprei ... As montras que mais gostava eram as das ourivesarias, a parte dedicada aos relógios, namorava-as sempre Nos anos 80 apareceram os swatch e os relógios tornaram-se mais um acessório; fácil ter muitos, pois barato, um de cada côr, a condizer com tudo o que apetecia Hoje ninguém tem apenas um relógio e todos são fans desta peça Desde os 16 / 17 anos que sonhava com UM relógio Tenho-me apaixonado por muitos outros, tenho tido a sorte de os poder ter, tenho adorado usa-los Aos 18 recebí dos pais uma "prenda boa" e foi um relógio, claro! Um bom sucedâneo do meu ideal Mas agora... agora o H. ofereceu-me O relógio, o MEU relógio: rectângular, caixa em aço, numeração romana, ponteiros de um azul profundo... e estou para lá de feliz : ) : ) : ) : ) (... e amanhã vou à faca ...)