22 janeiro 2016

Arte cara. Artistas caros ...


vale esta foto do Kenvin Abosh 1 milhão de Euros?


vale esta foto do Peter Lik 6.5 milhões de $USD?

valem estes quadros do Joan Miró o que devem (...) valer?



euzinha, uma total e assumida ignorante sobre pintura e fotografia, e que apenas diz que gosta ou não gosta, pelo que aos seus olhos lhe parece harmonioso e pelo grau de arrepianço da sua pele, bota faladura aqui que ninguém a ouve:
as referidas fotografias são tão valiosas por serem da autoria de quem são!
tal como os exemplos dos quadros de Miró que exponho o são! 
fotos simples (a Phantom não tão simples assim) e pinturas simples de quem já demonstrou sabe e tem muito mérito na sua área.
por que é que um rabisco num guardanapo de papel dum café mas da autoria do Picasso ou um outro qualquer pode ter valor? pela mesma razão, não?

se a questão é a arte da fotografia versus a arte da pintura, qual das duas é mais arte? isso já são outros 500 e a fotografia é Arte!

1 comentário:

Jose Maria Oliveira disse...

Não me faz a menor confusão que um rabisco num guardanapo assinado pelo Picasso valha dinheiro. Isso não é necessariamente arte, isso é o valor que as pessoas dão às coisas.
Uma outra coisa que não tem qualquer relação com a anterior é um rabisco intencional do Miró, que aparentemente qualquer criança poderia ter feito, ter um valor que o risco da criança anónima não teria. Ao contrário do que pareces sugerir, a arte não é o objecto isolado, do qual gostamos ou não apenas pelo lado estético ou harmonioso da coisa, a arte tem lá integrada a intenção, e quanto mais conheces ou julgas conhecer a intenção, mais darás valor à coisa, mesmo que esteticamente não te agrade.
Assim de repente lembro-me de pelo menos duas artistas, na fotografia e na pintura, cujo trabalho me entusiasma muito, mas que têm peças que são esteticamente desagradáveis, que incomodam. Eu, se tivesse, pagaria muito por algumas dessas peças. Falava da Paula Rego e da Francesca Woodman.
O valor que se dá a uma obra de arte não tem que estar relacionado com a agradabilidade estética dessa obra nem, muito menos, com a complexidade da sua execução.
Pronto, são os meus dois cêntimos.
Beijinhos.