15 fevereiro 2008

mania de nivelar a fasquía por baixo!

«...todo o dia acessava seu blog na esperança de ...» parte de comentário lido no blog ali do lado - Blindness. faz-me espécie, comichão mesmo, que querem que vos diga não sei como anda o acordo ortográfico... o D. há bem pouco disse que a professora Susana informou que agora os dicionários íam todos mudar pois muitas palavras tinham mudado/íam mudar, perdiam-se os H mudos, etc. (ainda me lembro há 2 anos daqueles outdoors enormes nas estradas de São Paulo a fazer publicidade ao ar condiconado, ou coisa que o valha, e a terem escrito "Umidade" - ó pra mim a coçar-me) Eu confirmo e afirmo que já me sinto esclerosada demais para aprender agora uma ortografia diferente. Esclerosada na teimosia, NÃO ME APETECE MUDAR. Para mim não faz sentido, quero lá saber se os brasileiros têm um português mais vivo ou mais dinâmico pois absorvem, aportuguesam , adoptam ou o raio que for das expressões e terminologia inglesa, japonesa ou índia, tou-me rentando!!! (e eu sou um exemplo do escrever correcto LOLOL) mas estou-me marimbando mesmo, nas completas e totais tintas para os meninos portugueses que não têm professores e pais de jeito que os ensinem a escrever correctamente, como todas as gerações anteriores o fizeram, e por pura preguiça não aprendam as palavras e fiquem a saber automáticamente quais têm H ou não, ou quais são com O e não U e por aí fora nas dificuldades que enfrentam, tadinhos eles, ó prá pena que eu tenho deles (tu D. meu filho tás feito : ) não sei se te deixo ser da tua geração neste tema... ou vão gozar-te por escreveres à Camões e não me perdoarás...tens sempre a desculpa de que a tua era uma mãe quase avó...) bom fds e até 5ª

3 comentários:

JG disse...

Eu sei, eu sei mesmo que esse malfadado acordo ortográfico jamais irá vingar.
Tal como tu, eu, o meu vizinho, o meu prédio, a minha rua, o meu bairro não está de acordo com o acordo.
Nunca, nunquinha, acredita :)))

125_azul disse...

Para mim tanto faz: desde que as pessoas não percam a capacidade de expressar os seus sentimentos e de comunicar, é igual ao litro, mas porque não deixam os brasileiros escreverem como querem e os lusos idem?
Beijinhos

mulher a dias disse...

Ai menina, se eu mal me amanho a escrever em português do nosso, como será escrever com português dos outros. Valha-me Sta Engrácia!
Tenha um bom dia, é o que lhe desejo