28 fevereiro 2007

mais naif(vices)

eu sei que por mais que diga que já nada me espanta, é apenas uma forma de falar continuo a ficar parva com certas "coisas". esta vez foi saber que se se pretende contratar um desempregado de longa duração através de um centro de emprego, a quantidade de papelada a preencher é tanta que se perde a vontade! há um formulário próprio, claro, p'raí de uma 10 páginas, que se tem que entregar; pode-se não conseguir fazê-lo sózinho, pelo que ainda se terá que "entrar" com € para o realizar (no caso que conheço, o contabilista levou 250 € + IVA para o fazer); há que juntar uma memória descritiva, balancetes, um estudo de viabilidade económica, dados sobre o retorno de capitais, e ainda dados sobre o futuro da empresa, investimentos, etc, etc; depois é-se inspeccionado de surpresa, não vá a empresa ser fantasma e se estar a preencher toda a papelada só pelo gozo e se acabar a dar aos funcionários do centro de emprego um trabalhão para nada; e ainda vais ter que comprometer-te a fazer um contrato de 4 anos mínimo, com 15 dias à experiência, e por tempo indeterminado, ou seja, o empregado fica logo efectivo! Claro que se compreende que estes srs. querem velar pelos desempregados que engrossam as suas listas, longas, sabemos disso; querem assegurar-lhes o melhor emprego possível, numa empresa digna, viável, que não seja num vão de escada qualquer, nem vá fechar logo daqui a 1 mês para se mudar para um qualquer país do leste; mas não sería melhor agilizar estes processos e pôr efectivamente as pessoas a trabalhar nem que fosse por um ano e que os contratos se fossem renovando (ou não!) ? não seria melhor trabalhar algum tempo que assegurar 4 anos?! não sería melhor poder provar o seu valor durante um tempo numa empresa que assustar com estes prazos?! não sabemos todos nós que 4 anos, apesar de voarem, ninguém pode assegurar que dura numa empresa?! não diz a sabedoria popular que mais vale 1 pássaro na mão que 2 a voar?! não percebo, a sério que não, somos mais papistas que o pápa Nota - neste caso em concreto, 3 semanas depois ainda não havia uma lista de pessoas candidatas ao perfil pretendido (mais de 45 anos, podia ter alguma deficiência...); e isto no Alentejo - onde não há desemprego nenhum, já sabemos! resposta da encarregada: - sabe que temos 90 dias para lhe responder!!!

1 comentário:

pai babado disse...

Olá.
Gostei da visita.
Quanto a este post... é Portugal no seu melhor. Que mais se pode dizer?